Missionárias Combonianas
Provincia Moçambique-Africa do Sul (MOSA)

Moçambique lastima-se!

Moçambique lastima-se!

Moçambique livre do colonialismo português, é hoje vitima de si mesmo, devido aos problemas existentes: corrupção que nunca tem fim, violência que aumenta cada dia, desigualdade e injustiça sempre presentes na vida dos moçambicanos.
A cegueira invisível e desconhecida dentro de nós, alimentada pela “falsa democracia” feita pelos nossos "patriotas” os dirigentes do país, faz-nos esquecer que juramos diante da nossa pátria amada no dia da vitória: que «nenhum tirano nos ira escravizar».
«Moçambique o teu nome é liberdade» Mas, onde esta essa liberdade?  Escravizamos-te dia a dia!
Moçambique quer cantar novamente a Victória, precisamos de te reencontrar e libertar, pois a negritude africana ensinou-nos a ir atrás da vida e, dos valores em que acreditamos. Por isso, temos que eliminar os problemas políticos, sociais, judiciais e económicos; extinguir a corrupção, a violência, a desigualdade, etc.
A dignidade, a ética e a moral são os princípios para chegar a uma harmonia, à felicidade, à liberdade que tanto sonhamos. Só assim, viveremos em paz, do contrario,  estaremos sempre a fugir de nós mesmos.
Moçambique nossa terra gloriosa!
Terra amada, bonita, visitada; terra rica de pessoas inteligentes. Tu és capaz de tudo, farás de ti o país mais digno, pois mereces cantar o teu hino. Defende então a vitória reconhecida e sentida para não ser de uns poucos, mas de todos os teus irmãos e irmãs.

Salima A. Cumbane
Aluna da Escola Politécnica Comunitária Feminina de Nacala